home

Berçário I e II

Segundo a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), nesta faixa etária as crianças são consideradas bebês.
Nesta fase é dada ênfase para as descobertas, a exploração do espaço, do jogo e a arte.
Através de experiências significativas esperamos estimular o desenvolvimento cognitivo, psicomotor e social do pimpolho.

Esta etapa é de autoconhecimento e de descoberta do mundo.

No BERÇÁRIO I os estímulos cognitivos e afetivos são a chave para a formação de interconexões e redes neurais, sendo então uma etapa de suma importância na formação.
Os pimpolhos do Berçário I são estimulados com vivências práticas; a brincadeira é o alicerce deste processo de desenvolvimento.

No BERÇÁRIO II  a marcha firme se faz presente e o pimpolho ganha independência para explorar o meio. Os movimentos motores amplos são aprimorados, a aquisição de destrezas sócio afetivas, cognitivas e de linguagem fazem com que a criança mostre sua individualidade, percebendo-se como um ser único.

Maternal I e II

No MATERNAL I a interação entre os iguais e para com o meio social vai a cada dia se fazendo presente. Esta é a faixa etária do movimento, em que a criança se descobre verdadeiramente como ser individual; o que os leva à “adolescência da infância”. Fase em que as “birras” e conflitos são muito presentes. Nesta etapa o desenvolvimento emocional é primordial; e as conquistas cognitivas são evidentes. Surgem grandes progressos na percepção, nas habilidades motoras, de atenção, de memória e linguagem.

No MATERNAL II o pimpolho mostra extrema curiosidade por novas descobertas; e, com isto surgem maiores compreensões de jogos e brincadeiras com regras. Nesta etapa o aluno está estimulado a observar e compreender o mundo que o cerca. A curiosidade pelas letras e números está presente, a capacidade de resolver conflitos começa a surgir; e, seu desenvolvimento cognitivo torna-se mais nítido.

Pré Escola I e II

No PRÉ I o pimpolho está aguçado para o processo ensino aprendizagem. Os interesses estão voltados para o seu grupo de amigos, o que faz com que se adaptem com facilidade, mostrando-se mais desinibidos. Nesta etapa há a descoberta e controle das emoções, proporcionando cooperação e respeito à individualidade.
O mundo das letras está presente através da descoberta das primeiras palavras grafadas (encontros vocálicos). A matemática surge na grafia e reconhecimento de numerais e suas quantidades.

No PRÉ II o pimpolho vai se despedindo da Educação Infantil, mostrando que nesta fase há um divisor de águas.
Os frutos semeados por toda a infância são aqui colhidos. Amadurecimento, maturação, formação de valores e a construção do conhecimento saltam aos olhos.
Mesmo sem a obrigatoriedade; é muito “comum” que os pimpolhos mergulhem no mundo mágico das letras, e encontrem, cada um a seu tempo, a leitura e a escrita. É fascinante.

Projetos Pedagógicos

Música

PLIC

Mestre Cuca

Ciência Viva

Robótica Maker

Horário de Funcionamento

Área Restrita